Escola na Guatemala usa ferramentas da Microsoft para impulsionar o desempenho dos alunos. 

A Guatemala está mudando rapidamente. Após um longo período de conflitos civis, sua democracia se estabilizou. Com essa estabilidade veio uma economia melhorada, que agora ocupa o primeiro lugar na América Central. Mas os desafios permanecem.

Mais da metade dos quase 17 milhões de habitantes da Guatemala vive na pobreza e o país hoje está repleto de jovens que precisam de emprego e oportunidades. Além, disso, eles precisam de educação. Segundo a UNESCO, 81,29% da população com 15 anos ou mais é alfabetizada, uma das taxas mais baixas da América Central. 

Os 620 estudantes do Colégio Centroamericano, uma escola particular em Retalhuleu, estão trabalhando para influenciar a recuperação da Guatemala. Eles conseguem ajudar quando entram na aula de inglês de Lucrecia Higueros. Em sua turma, os alunos equipados com dispositivos Windows 10 (com o S Mode) e o Office 365 usam ferramentas modernas que criam um ambiente de sala de aula tão atualizado quanto qualquer outro no mundo. Isso coloca o Colégio Centroamericano em um nível privilegiado entre as instalações educacionais da Guatemala, onde o acesso à Internet é raro e as escolas públicas são mal financiadas. “As escolas privadas são aquelas com os telhados”, diz Higueros com naturalidade. 

 

Melhor segurança = menos preocupação 

 

O Windows 10S é projetado para escolas, com atenção especial à segurança e desempenho. “Como professora, sei que posso confiar nas proteções de segurança e antivírus incorporadas no Windows 10 no modo S”, diz Higueros, que leciona desde 2000 e está em seu segundo ano no colégio Centroameicano. “É mais seguro para meus alunos do que tablets e iPads que estávamos usando anteriormente. Meus alunos só podem fazer download de aplicativos verificados pela Microsoft na microsoft store e não precisamos nos preocupar com o fato de um aluno fazer o download acidental de algo que não deveria.” 

Os alunos do Colégio usam laptops Windows 10, bem como tablets e desktops da Dell e da HP. O recurso de toque do Windows 10 no Modo S é útil para muitas das lições dos alunos. Os alunos mais novos, por exemplo, desenham palavras ou imagens com o aplicativo Paint 3D para reforçar seu vocabulário em inglês. Os alunos mais velhos, enquanto isso, usam o Office 365 para praticar inglês. 

No geral, Higueros diz que trabalha nos dispositivos Windows 10 S contribui para uma melhor experiência educacional. “Quando os alunos entram na minha sala de aula, ficam animados porque sabem que algo diferente vai acontecer”, diz ela. “Eles são aprendizes mais engajados.” 

Além de usar o Office 365 para criação de documentos e compartilhamento de documentos, os alunos se comunicam e colaboram com seus colegas usando o Yammer, OneNote e o Skype. Por exemplo, os alunos usaram recentemente o Sway para criar apresentações sobre o impacto das mudanças climáticas e, em seguida, os compartilharam com outros alunos globalmente via OneNote. 

 

Tecnologia ajuda uma professora a se conectar com seus alunos 

Higueros, uma aprendiz de língua inglesa, está sempre procurando novas maneiras de compartilhar essa paixão com seus alunos. Seu uso de tecnologia, incluindo a nuvem, é apenas um exemplo. “As pessoas me perguntam por que eu uso a tecnologia para ensinar, diz ela. “Alguns pensam que sou a ‘professora maluca que faz a conexão com o Skype’.” 

O impacto que Higueros tem em seus alunos implica em ganhar aliados. “O diretor da minha escola ficou extremamente impressionado com as maneiras pelas quais nossos alunos estão aprendendo a usar tecnologia e me incentivou a continuar”, diz ela. 

O diretor, Luis Santizo, concorda. “Tudo o que usamos está no Office 365”, diz Santizo. “Yammer, Sway, PowerPoint. Os alunos terminam o dever de casa mais rapidamente. E tudo é salvo na nuvem, por isso não precisamos nos preocupar em perder documentos.” 

Além disso, diz Santizo, o uso de produtos Microsoft Education está criando um futuro melhor para os estudantes. “Eu sei que a tecnologia da Microsoft é amplamente usada pelo mundo hoje”, diz ele. “Meus alunos precisam aprender a usar essa tecnologia para que eles estejam preparados para a universidade e, assim, estejam preparados para conseguir bons empregos. Proporcionar-lhes acesso aos dispositivos Windows 10 S ajuda a fazer isso.” 

 

Os alunos mostram suas habilidades tecnológicas 

Os alunos do Colégio Centroamericano, já estão mostrando suas habilidades tecnológicas em nível nacional e internacional. Em 2016, quatro dos alunos da escola participaram de competições nacionais da Microsoft, ocupando o primeiro lugar no uso do PowerPoint, Word e Excel. Manuela Estéfani, Gonzalez Tzoc, Nestor Javier Dardón e Edward Steven Santay também viajaram para Orlando, na Flórida, para representar a Guatemala em uma etapa internacional e competitiva. 

Os alunos da escola também criaram videogames com o Minecraft e usaram ferramentas da Microsoft para trabalhar em projetos de robótica com a CIDETER, uma organização dedicada a ajudar estudantes na tecnologia. Além disso, a escola é um centro de teste da Certiport e gerencia uma ampla variedade de programas de testes, credenciais e certificação da Microsoft. 

O Colégio Centroamericano está trabalhando duro para preparar seus alunos para o futuro. Uma grande parte disso é garantir que os alunos façam parte da economia global e digital – algo que o Windows 10 no modo S e o Office 365 ajudam a alcançar. Diz Higueros: “Eu tenho alunos que vêm até mim e dizem: ‘Ei, professora – obrigado! Agora eu sei usar a Internet. É como se eu abrisse uma janela para o mundo para eles. Isso me dá muita satisfação pessoal.”